Sunday, February 14, 2010

Espírito de 95

Acabo de retornar do pacaembu. Eu fui pra lá sozinho. Acho que a ultima vez que fui sozinho num jogo deve ter sido em 1993. Tinha esquecido dessa oportunidade única de romper com o contrato social e voltar a ser um animal. Xinguei um monte de motoboy no caminho, corri pra cacete, e tudo embalado pelo "nola"do down. Chegando lá eu tratei de dar continuidade ao meu dia medieval, me debruçando na grade, gritando pros policiais, dando um kick no banheiro quimico na hora do gol, enfim, essas coisas que vc tem vergonha de fazer se o seu pai ou tua mina tá do lado.

Tava um sol fortíssimo e eu mal conseguia abrir os olhos. Decidi comprar um daqueles chapeuzinhos do santos meio de pescador/ meio skate-rap, o que no final acabou sendo uma sábia decisão. Fiquei fritando uns quarenta minutos antes do jogo começar, saboreando aquele cenário dos santistas se apropriando do pacaembu. Disseram que foram 32 mil pessoas? Ô CARALHO!! sério, tinha no mínimo umas 40 mil! não tinha onde sentar. Aquela merda é definitivamente nossa.

Vamos ao jogo. Primeiro tempo. Nem sei o que dizer. Eu já disse aqui que alguem tem que passar na frente da casa do PARÁ e fuzilar com uma UZI, no melhor estilo gangsta los angeles?Enfim, nao lembro de nenhuma jogada. A única coisa que eu me lembro foi de ficar mto puto. Puto por estar lá na grade a poucos metros do neymar e robinho e não presenciar nenhum lance deles. Puto por aquela porra de sol. Puto pelo vexame no dia em que o pacaembu virou propriedade santista. Puto por um velho do meu lado se queixando de tdo, resmungando um monte de merda. Puto com a vida!

No segundo tempo o santos começou melhorzinho, mas ainda mto tímido pra vencer do RIO CLARO-AGROBOY-TO-NA-SEGUNDONA! Deu pra ver que o Robinho tem um lado bem otário mesmo. Eu tava na frente dele, e pude testemunhar sua absoluta falta de interesse no jogo. Nao buscava nada. Ademais, foi a primeira vez que vi o esquema do Dorival falhar. Esse lance de nao desarmar e aguardar o adversário na intermediária nao rolou hj. Enfim, tudo acenava para uma catastrofe no pacaembu. Qdo ELE se prepara. ELE inicia o aquecimento. ELE vai entrar. Em primeiro lugar, eu me dei conta que com a entrada DELE, esse jogo ganhava um contorno histórico. No pacaembu lotado tres gerações heróicas estavam em campo. Aqueles mortais repulsivos, tipo pará e mancha, desapareceram do meu raio de visao. Porém, havia algo ainda mais crucial. Com a entrada de DIOVANNE, o tempo parou e passou a retroceder!

Tudo parecia ser, enfim, mágico. Com o DIO em campo, eu ficava pensando naquele jogo de 1995 contra o fluminense, o jogo eterno pra mim. Uma vozinha na minha cabeça passava, por telepatia, uma mensagem positiva pro DIO: "evoca o espírito de 95, vai, evoca o espírito de 95!". E nao deu outra. ELE ARREGAÇOU! Neymarzito tbm ajudou, sobretudo naquela jogada triunfal do segundo gol. Mas foi o dia DELE. Claro, vcs poderiam me objetar que ele foi decisivo num jogo com um adversário inexpressivo etc. Que foi 2 x 1 contra o RIO CLARO!! Mas nao é essa a questão. O negócio foi ver esse cara no pacaembu lotado, ao lado do rob's e ney's, sendo decisivo! Como naquele dia! Foi como se eu estivesse de novo em 1995 vendo o DIO de cabelo vermelho destruindo! Foi como se o tempo nao tivesse passado!

Resumo da ópera: hj foi o dia em que o DIO curvou o tempo. Louvem o cara que ele merece.

2 comments:

  1. Estou emocionado com o seu depoimento. Acho que foi a primeira vez que vi você realmente escrever sobre futebol! Hahaha

    ReplyDelete
  2. Pois é, esse relato capturou meu retorno do pacaembu, qdo eu ainda estava embriagado de emoçao com o DIO sentando no seu trono, o pacaembu.

    Baixou um espírito armando nogueira em mim. eu tinha até pensado em escrever um poema de boleiro.

    ReplyDelete